Deliciosa Tarte de limão

Ingredientes:

Para a base:

* 200g de bolachas torradas (gosto mais do que das Maria, mas também podem ser Maria. A Sally usa uma mistura de bolachas Graham Crackers e amêndoas picadas, mas a Joana é toda esquisitinha com amêndoas e cheia aquilo a dois quilómetros de distância);
* Uma colher de sopa de açúcar branco;
* 72g de manteiga derretida (uso sempre com sal);

Para o recheio:

* Uma lata de leite condensado;
* Uma lata de leite condensado de coco (a Sally usa simplesmente duas latas de leite condensado, mas eu só tinha uma e ocorreu-me usar a de coco. Fiquei cheia de medo porque nem a Joana nem o Pedro suportam coco, mas fiquei muito caladinha e nenhum deles notou nada. Por outro lado, eu (que sabia que o coco lá estava) senti claramente a presença dele.

A Joana e o Pedro adoraram a tarte na mesma e acham que foi das melhores que já fiz, por isso diria que podem arriscar. Se não vos apetecer ou não encontrarem, usem simplesmente duas latas de leite condensado!);
* 180ml de sumo de limão (sumo de uns quatro limões);
* Raspa de quatro limões (ou menos, depende do vosso gosto, eu gosto das receitas de limão mesmo intensas. A receita original não tem raspa de todo);
* Quatro gemas de ovo grandes;

Para o merengue (para o merengue inventei imenso porque a receita original sugere o merengue que se faz com o maçarico e o nosso maçarico anda falecido.):

* Cinco claras de ovo grandes;
* Meia colher de chá de cremor tártaro (ajuda a solidificar o merengue, mas podem não usar);
* 100g de açúcar branco.

Confecção:

* Picar as bolachas na picadora e transferir para uma tigela;
* Misturar com o açúcar e a manteiga derretida e colocar numa base de tarte com aproximadamente 22cm de diâmetro;
* Levar a base ao forno pré-aquecido a 180º durante oito minutos;
* Enquanto isso, fazer o recheio misturando o leite condensado, o leite condensado de coco (ou não), o sumo de limão, as gemas e a raspa de limão;

Veja também a receita  Delicia de amêndoa....um pedaço de céu

* Colocar o recheio sobre a base ainda morna e levar ao forno durante vinte minutos;
* Fazer o merengue batendo as claras com o cremor tártaro até ficarem em castelo;
* Juntar o açúcar, continuando a bater até ficar um merengue brilhante (dois, três minutos chegam);
* Colocar o merengue sobre o recheio ainda quente e espalhar bem;

* Colocar novamente no forno durante uns minutos até o merengue ficar dourado (aqui não cronometrei, mas talvez tenham sido uns cinco minutos);
* Retirar do forno e deixar arrefecer sobre uma rede ou uma grade à temperatura ambiente;
* Refrigerar idealmente durante quatro horas e servir.

Fonte https://omeubemestar.blogspot.com

Share Button

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *